segunda-feira, 28 de maio de 2007

Não vale a pena ver de novo!

É...já virou novela. E o curioso é que, apesar de seguir um roteiro pra lá de óbvio, a gente continua se surpreendendo a cada capítulo. E a moral capitulando a cada capítulo.
O "miolo" desta charge é o trocadilho.
Muitas vezes, a charge nasce de uma frase muito conhecida; aí a gente transporta ela para um outro contexto, troca uma palavrinha e pronto: eis o tropeço cognitivo, resolvido pelo riso.
Nem sempre uma boa charge é aquela que faz você cair no chão às gargalhadas; às vezes basta uma tirada inteligente, um solavanco no raciocínio, um curtozinho nos neurônios.

Um comentário:

MarcioFranco77 disse...

É Ivan Cabral, você tem toda a razão ao enfatizar as duas coisas. A objetividade simplista da criação de uma charge e a complexidade brasileira de entender o que está sendo feito no país. Ao invés de ajudar, de manifestar-se, o povo e a imprensa saíram de fininho e ficam agora como esta senhora, apenas assistindo qual vai ser o próximo capítulo de uma novela que atinge duramente a realidade. A "arte" e a vida juntas. Chavões antigos de última hora:"Doa a quem doer" "Isto é uma vergonha" "E agora Mr.M?

rsrsrs!

Compartilhar/Share