Biografia


Ivan Cabral, nasceu em Areia Branca/RN. Publica charges na imprensa do Rio Grande do Norte desde 1983. Foi chargista do Diário de Natal(Diários Associados) durante 21 anos. Hoje publica no Novo Jornal. Também é membro do Grupehq - Grupo de Pesquisa de História em Quadrinhos, entidade fundada em 1971 e em plena atividade, responsável pela publicação da revista de quadrinhos Maturi, da qual Ivan participa desde a década de 1980. Ivan é autor do personagem Mosca Zezé e já produziu ilustrações para publicidade e diversos livros. Suas charges têm sido utilizadas em livros didáticos de editoras comoFTD, Saraiva, Positivo, Escala Educacional, Scipione, Opet, Fundação Padre Anchieta, Kroton Educacional, SEDIS/UFRN, COC, Poliedro, etc.
 Ivan já foi premidado em diversos salões de humor no Brasil, entre eles: UnaconDF-1997(1º lugar), Volta Redonda/RJ-1997(1º lugar), Volta Redonda/RJ-1998(1º lugar), Natal/RN-1999-(2º lugar), e diversas menções honrosas.
Ivan é Mestre em Educação pela UFRN, pesquisando a relação entre o humor gráfico e a formação do leitor. Já publicou 2 livros: Já era Collor (1991), em parceria com Cláudio Oliveira, Edmar Viana e Emanoel Amaral, e Humor Diário(2005).
Atualmente, chefia o setor de Criação e Arte da Superintendência de Comunicação da UFRN e realiza charges ao vivo durante o programa de debates Grandes Temas, da TVU/UFRN.

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Ivan! Bom dia!
Andei vasculhando na internet pequenos textos com intuito de trabalhar interpretação de texto e gramática com meus alunos de 4° e 5° ano. Foi então que me deparei com a charge do menino próximo ao carrinho de mão, que havia ganhado no dia das crianças, fazendo a crítica ao do trabalho infantil.confesso que fiquei muito feliz com seu trabalho, por isso quero te agradecer!
Outro ponto, é que, também trabalho com pré-vestibular, e gostaria de perguntar se tens, ou pretende fazer, algum trabalho sobre a reforma da previdência, pois procurei em sua coletânea e não encontrei. Nesse caso, é porque pretendo aplicar uma redação com esse tema.

Desde já agradeço,

José Ferreira.


Anônimo disse...

Olá, Ivan! Bom dia!
Andei vasculhando na internet pequenos textos com intuito de trabalhar interpretação de texto e gramática com meus alunos de 4° e 5° ano. Foi então que me deparei com a charge do menino próximo ao carrinho de mão, que havia ganhado no dia das crianças, fazendo a crítica ao do trabalho infantil.confesso que fiquei muito feliz com seu trabalho, por isso quero te agradecer!

José





Anônimo disse...

Opa! Olá, Ivan!

Favor desconsiderar o segundo parágrafo da primeira postagem. Envio errado!

Grato!

José Ferreira

Compartilhar/Share